Ministry in 2015/ Ministério em 2015

As 2015 comes to a close, we were asked to reflect and answer some questions about the ministry this year. We would like to share our answers with you.

What have been the highlights of ministry for you this year?

Helena: Meeting the women that listen to my programs and being able to talk them; hear their struggles and issues that concern them. I also enjoyed speaking at the couples’ retreat in Angola, and being able to interact and minister on a one-on-one basis.

Isac: Our trip to Angola, and having contact with the listeners. I was able to meet 3 listeners who were saved listening to my programs over 20 years ago. I also enjoyed training a group of young people who are going to start producing youth programs.

Have there been any challenges this year or lessons that you have learned?

Helena: Since we’re a ministry that depends on donations, it’s challenging not to be able to jump right in when ministry opportunities become available; as we often have to wait for God to provide the finances. This however, provides an ongoing lesson for me of learning to trust God.

Isac: A major challenge for me came when my computer was attacked by a virus, and I lost all my scripts and several programs I was working on. I kept postponing setting up a backup system for all of my files, and this experience was a strong reminder to not leave for tomorrow what can be done today.

Has the ministry grown this year, and have you grown as individuals as a result of the ministry?

Helena: The ministry has grown in an alarming way, and we saw it on our last trip to Angola when we received reports from the radio stations. We didn’t do anything differently this year, so the growth is truly a work of God. The messages I produce have been a source of growth for me. I met a listener who quoted back to me an entire message with all the examples and Bible verses I used. I couldn’t believe I was the one who wrote what she was saying. It goes to show that God can use any one of us.

Isac: The ministry grew and we have gone from four to six stations who air our programs in Angola. We have also been asked to increase the number of programs we send every month. I grew a lot from learning the Word of God I preach. Preparing messages requires me to spend of lot of time reading the Bible and praying, so I end up growing as well.

 What are your desires for the ministry for this coming year?

Helena: I have been praying for more space. The studio that we were able to set up in our closet worked well when it was just Isac producing programs; he is able to use it to record, and as his office to produce and write messages. Now that I’m involved as well, and he has to be my technician when I record, the space becomes really small and makes working together difficult.

Isac: My desire has always been to reach all of the Portuguese speaking nations in Africa; we are currently in two and there are three more. I would like to see another radio station airing our programs in Brazil, and I have also been in talks with a station that services the Portuguese speaking community in Atlanta. My prayer is that what I desire is God’s desire as well.

We will be taking a short break and will resume with new posts at the end of January. Happy New Year!

_______________________________________________________________________________________________________

Com 2015 chegando ao fim, fomos convidados a refletir e responder algumas perguntas sobre o Ministério durante este ano. Por isso, gostaríamos de compartilhar as nossas respostas com vocês.

Qual foi a melhor parte do Ministério ou destaques para vocês este ano?

Helena: Conhecer as mulheres que escutam os meus programas e poder ouvir suas lutas e questões que lhes dizem respeito. Também gostei de falar no retiro dos casais em Angola e poder interagir e ministrar pessoalmente.

Isac: Nossa viagem para Angola e o contato com os ouvintes. Eu conheci 3 ouvintes que foram salvos ouvindo os meus programas há mais de 20 anos. Eu também gostei muito de treinar um grupo de jovens que vai começar a produzir programas para jovens.

Quais foram alguns dos desafios este ano ou lições que vocês aprenderam?

Helena: Como somos um ministério que depende de doações, é um desafio não poder agir imediatamente quando surgem oportunidades no ministério; porque muitas vezes temos que esperar para Deus providenciar os recursos. Isto torna-se sempre uma lição para mim de confiança em Deus.

Isac: Um grande desafio para mim foi quando o meu computador foi atacado por um vírus e eu perdi todos os meus scripts e vários programas que eu estava trabalhando. Essa experiência foi uma forte lembrança para não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje; porque eu vivia adiando montar um sistema de backup para todos os meus arquivos.

O Ministério cresceu este ano e vocês cresceram como indivíduos como resultado do ministério?

Helena: O Ministério tem crescido de uma forma alarmante, e vimos isso na última viagem a Angola quando recebemos relatórios das estações de rádio. Não fizemos nada diferente este ano, e o crescimento é realmente uma obra de Deus. As mensagens que produzo têm sido uma fonte de crescimento para mim. Conheci uma ouvinte que citou para mim toda a minha mensagem com exemplos e versículos bíblicos que usei. Não acreditei que fui eu quem escreveu o que ela dizia. Isso mostra que Deus pode usar qualquer um de nós.

Isac: O Ministério cresceu de quatro a seis estações que irradiam os nossos programas em Angola. Os líderes pediram-nos para aumentar o número de programas que enviamos todos os meses. Eu cresci muito aprendendo sobre a palavra de Deus que eu prego. Preparar as mensagens obriga-me a passar muito tempo lendo a bíblia e orando, assim eu acabo crescendo também.

 Quais são seus desejos para o Ministério neste próximo ano?

Helena: Eu tenho orado por mais espaço. O estúdio que montamos no nosso guarda-roupa/closet funcionou bem quando era só Isac produzindo programas; ele pode usálo para gravar e como escritório para produzir e escrever mensagens. Mas agora que  tambem estou envolvida e ele tem que ser o meu técnico durante as gravacoes,  o espaço se torna muito pequeno e dificulta o nosso trabalho juntos.

Isac: O meu desejo sempre foi de alcançar todos os países de língua portuguesas na África; estamos em dois e há mais três. Eu gostaria de ter mais uma estação irradiando os nossos programas no Brasil; e também estou em conversações com uma estação que atende a comunidade de língua portuguesa em Atlanta. Minha oração é que o meu desejo seja o desejo de Deus também.

Nós vamos fazer uma pequena pausa e voltaremos a postar novas mensagens no final de Janeiro. Feliz Ano Novo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.